Blog da Morena

SAIBA COMO SE PLANEJAR FINANCEIRAMENTE PARA COMPRAR UM IMÓVEL

#

05 Jun

 

Esteja disposto a se reeducar financeiramente

Se você não é daquelas pessoas que mantêm a vida financeira sob rigoroso controle, o primeiro passo que você deve dar para conseguir comprar — e pagar — o imóvel e fazer isso sem contratempos é assumir a disposição para se reeducar financeiramente, abandonando hábitos negativos e adotando outros que contribuirão para que o seu planejamento flua da maneira devida.

Portanto, você deve aceitar que é necessário seguir um determinado caminho que evitará que os erros ocorram e que eles interfiram no sucesso da sua decisão.

 

Dê os passos na ordem correta

Além disso, é preciso se controlar, para seguir o caminho de maneira ordenada. A ansiedade é uma das grandes inimigas de quem deseja comprar um imóvel seguindo um planejamento financeiro adequado.

Na ânsia de conhecer o mercado e de definir o tipo de imóvel que atenderá às suas necessidades, a pessoa sai na busca por opções sem antes se preocupar com uma referência de valor que seja adequada ao próprio bolso.

Assim, após encontrar um imóvel que agrade, ela começa a tentar encaixá-lo no orçamento, o que nem sempre é possível e pode criar frustrações ou, o que é pior, graves consequências financeiras se houver a insistência em comprar um imóvel acima das reais condições de compra.

Portanto, o correto é primeiro definir o valor do imóvel, de acordo com a própria capacidade de pagamento e, somente depois, sair ao mercado para buscar o que estiver de acordo com a sua realidade financeira.

Dessa forma, você terá condições de fazer uma compra bastante consciente, evitando o comprometimento excessivo das suas economias ou mesmo a aquisição de um financiamento pesado, muito longo, e com altas taxas de juros, o que poderá acarretar problemas financeiros futuros.

 

Analise a sua situação financeira

Agora que você já controlou a ansiedade e aceitou que há uma ordenação a ser seguida, comece analisando a sua situação financeira. Considere os seus rendimentos e as suas despesas rotineiras, levando em conta que, talvez, algum sacrifício tenha que ser feito, desde que ele não afete negativamente a qualidade de vida da sua família.

Levante as suas economias e não se esqueça de incorporar o seu FGTS aos seus recursos, caso ele exista, e não se esqueça que o FGTS do cônjuge também conta.

O objetivo é somar o máximo de recursos possíveis que sirvam para quitar a totalidade do imóvel, o que seria o ideal, ou para dar o máximo de sinal possível. Se houver viabilidade, recorrer a um empréstimo concedido por um parente ou por um amigo próximo também pode representar um alívio no valor do financiamento.

Considere os custos extras que deverão ser computados e que serão gerados pelos gastos com mudança, decoração, móveis novos, despesas cartoriais, ITBI, entre outras. De fato, você só terá como especificar esses valores quando efetivar uma negociação, mas já convém estimá-los desde já.

Ainda, se a opção for por um imóvel em construção e você paga aluguel também, é preciso levar em conta o custo mensal da locação do imóvel atual, que permanecerá enquanto você não receber aquele que for comprado.

 

Faça uma pesquisa de mercado

De posse de todas as informações sobre a sua própria situação financeira, você pode passar para a pesquisa das taxas de juros que as instituições financeiras oferecem, caso você precise recorrer ao crédito imobiliário.

Agora sim, você pode passar para uma pesquisa de mercado, pesquisando imóveis disponíveis que tenham as características que você deseja. Essa pesquisa preliminar pode ser feita por telefone mesmo.

Procure referências de valores de imóveis usados, de imóveis novos e de imóveis na planta que estejam de acordo com as suas condições de compra. Considere que a localização de um imóvel influencia bastante no preço dele.

Conforme for a sua disponibilidade financeira, esse aspecto pode significar que se você optar por uma localização mais privilegiada, talvez, tenha que se contentar com a compra de um imóvel menor ou que tenha maior tempo de construção. Ao contrário, se aceitar uma localização mais popular, terá como adquirir algo maior e mais novo.

Também cabe considerar que a diferença de preços entre imóveis novos e usados é bastante significativa, ao passo que as condições de pagamento de imóveis em construção são bastante facilitadas. Portanto, nessa análise, procure levantar todas as variáveis possíveis.

 

Leve tudo isso em conta na hora de decidir

Ciente das suas condições de compra e daquilo que o mercado está ofertando no momento, você terá os dados disponíveis para se decidir pela compra imediata ou pelo adiamento dela, se for conveniente.

Se tudo estiver se encaixando da maneira devida, então, está na hora de começar a procurar pelo imóvel certo para você. Se alguma coisa não estiver de acordo, talvez, seja interessante aguardar momento mais oportuno, quando a situação for mais favorável para você.

Nessa hora, lembre-se do que já foi dito: por oferecerem condições de pagamento facilitadas, os imóveis em construção, muitas vezes, se apresentam como opções interessantes para quem não tem tanta urgência de ocupar o imóvel.

 

Finalmente, a hora de visitar e comprar

Quando finalmente você se decidir pela compra, então é chegada a hora de buscar pelo imóvel que consiga conciliar ao máximo as suas vontades com as suas condições de pagamento.

Nesse momento, é importante ressaltar que todos os aspectos relativos à localização e à qualidade do imóvel — acabamento, instalações, itens de conforto etc. — precisam ser inspecionados com bastante cuidado, considerando que eles devem ser compatíveis com o preço especificado pelo vendedor.

Da mesma forma, é preciso ter muita atenção para a qualidade da documentação, que deve ser verificada com muito critério, preferencialmente com a ajuda de um especialista em de boa imobiliária. Esta análise é fundamental, uma vez que problemas com a documentação podem trazer contratempos futuros e causar prejuízos.

Quando o imóvel ideal for encontrado, reunindo o preço, condições de pagamento e as características desejadas, é chegado o momento de iniciar a negociação. De fato, é sempre oportuno fazer uma proposta que considere algum tipo de desconto, mas sem deixar de lado a realidade do mercado.

Por fim, estando todas as questões resolvidas, você chegará ao ponto de fechar o negócio. Então, fique atento para a velocidade que o momento exige. Afinal, excelentes negociações são perdidas todos os dias porque o candidato à compra não é ágil o bastante e abre a oportunidade para que outra pessoa passe na frente dele e compre aquele imóvel que poderia atender a tudo o que ele deseja e que está de acordo com as condições de compra que ele possui.

 

Busque ajuda profissional

Para concluir, vale dizer que a ajuda de um profissional especializado no mercado imobiliário é sempre saudável para que todas as etapas do seu planejamento sejam cumpridas da melhor maneira possível. Além deste profissional ser um conhecedor de vários imóveis, com capacidade para ofertar aqueles mais próximos da sua realidade, ele também conta com a experiência necessária para lhe informar e orientar as suas decisões.

Que tal começar agora esse planejamento? 

Deixar comentário